CALL FOR ARTS / PROJECTS

(PT ONLY)

09.10.16

Chamada Pública II – O COMPANHEIRO DE TRAVESSIA

A SQUATTER FACTORY é mais do que uma causa, é um projecto de vida.

Com operação em áreas e indústrias criativas consideradas “criminosas” (dado o risco associado) pela grande vaga empreendedora contemporânea, a SQUATTER acredita que não apenas é importante continuar a dedicar esforços no desenvolvimento da criação cultural e artística, como é de todo essencial para uma contínua evolução da sociedade que essa luta exista.

Com cerca de dois anos de existência, a SQUATTER é a entidade responsável pelo lançamento de várias iniciativas, produtos e conceitos que apresentam já um forte cariz de afirmação internacional e elevados índices de crescimento. Algumas das pedras estão lançadas e há mais no saco por sair – o futuro é criativo, e risonho.

Superado o “vale da morte”, chegou a altura desta unipessoal alargar o seu espectro. Entrou-se agora na fase em que o posicionamento para uma evolução sustentada (do projecto e suas derivadas iniciativas) é uma realidade a curto-alcance e existe a consciência de que o reforço das valências e das competências da SQUATTER permitirá levar o projecto pelos rumos desejados.

É agora altura de te encontrar e de te trazer para este jogo. E quem és tu? Bem, definitivamente sabemos o que não queremos que sejas. Se és um Business Angel, um Investidor do cifrão, um magnata do empreendedorismo que é perdidamente devoto da geração Shark-Tank, este anúncio não é para ti.

Procuramos alguém com sensibilidade, criatividade, capacidade de reconhecer o real valor das nossas iniciativas e que esteja relativamente “dentro” da indústria cinematográfica internacional, com motivação para abraçar este projecto de vida. Alguém com sentido comercial, proactivo, sonhador, ambicioso, com talento na gestão de processos, apaixonado pelas pequenas (mas boas) coisas da vida e com equilibrados (mas elevados) níveis de raciocínio, inteligência e sensatez. Alguém com princípios, respeito pelo passado, pelo presente e pelo futuro, e com disponibilidade para dedicar o melhor e o pior de si aos objectivos e à missão deste projecto.

Acreditamos que existes e que não precisamos de esperar que o Elon Musk active as idas a Marte para te podermos descobrir. Acima de tudo, acreditamos que tens levado a tua vida à espera desta oportunidade e que a SQUATTER é a tua cara.

Pode ser um processo longo, mas estamos dispostos a correr o mundo para te encontrar. Sabemos que existes.

Isto não é uma oferta de trabalho, mas pode vir a ser uma proposta de sociedade. Só depende de ti.

Se achas que podes ser essa pessoa, o nosso email está à tua disposição.



30.10.15 – CHAMADA ENCERRADA

Chamada Pública:

Procuramos um ambicioso e talentoso Ilustrador / Artista de Banda Desenhada que tenha interesse e motivação em assumir a parte de desenho na criação de álbuns de banda desenhada para serem futuramente comercializados a nível internacional em regime de partilha de receitas.

Atenção: esta chamada não corresponde a qualquer tipo de contratação laboral com base numa remuneração mensal. Os candidatos interessados deverão ter em conta que se trata de uma chamada para um projecto colaborativo, à base de royalties que serão distribuídos de forma justa e meritória após distribuição e comercialização do produto final. Poderá existir uma bolsa de apoio à criação (e possibilidades de residência artística), mediante a obtenção de parcerias para os respectivos projectos (a confirmar posteriormente).

A colaboração deverá ser considerada como uma actividade contínua, à distância (com ocasionais reuniões presenciais e também via Skype), tendo em vista a criação integral de 3 álbuns de banda desenhada com total liberdade criativa para o ilustrador. O candidato deverá demonstrar forte influência cinematográfica no seu trabalho e algum domínio das regras de linguagem cinematográfica, uma vez que os álbuns a criar terão como base guiões cinematográficos da autoria de Luis Campos.

Experiência prévia na criação de bandas desenhadas será valorizada, mas não é essencial que o candidato tenha obras publicadas (queremos alguém que esteja preparado para dar o grande salto, mas que saiba perfeitamente o quão exigente é a criação de um álbum integral de banda desenhada).

Algumas keywords / pontos de referência para os projectos em causa: La Haine (Kassovitz), Frank Miller, Darius Khondji; Andrew Wyeth, Theo Gosselin, Jodorowsky; The Spinal Tap, Swimming Pool (Ozon), Emmanuel Lubezki.

Se te identificas com estes nomes e te revês nesta ideia, entra em contacto connosco, mencionando AINDA NÃO VIRAM NADA no assunto. Deverás incluir links para o teu portfolio / trabalho prévio e responder às seguintes questões:

1. O que mais te motiva nesta eventual colaboração?

2. Em apenas 1 parágrafo, resume o teu percurso de vida até ao contacto com esta chamada pública.

3. Que três outros nomes, estilos ou influências te sugerem as keywords acima mencionadas?

4. Qual é para ti a banda desenhada perfeita?

Aguardamos pelo teu contacto.